11 March 2015

Bife é só fritar

Poucas afirmações nessa vida considero hoje, tão mentirosas, ou, sendo mais ameno, tão ingênuas como este título. Na verdade, deixando o ameno de lado e me voltando ao real e cruel, diria que acreditar nesta afirmação é um tanto quanto perigoso. Perigoso para aqueles que sonham, aqueles que, no mínimo, possuem algum objetivo e, acreditem, estou falando sobre cem porcento da população, pois, uma pessoa sem objetivos não sonha e quem não sonha já morreu.
Que saudade daquele bifinho suculento, levemente dourado e úmido, com um sabor que se dissolve na boca mas jamais do pensamento. É assim quando você sai de casa e bate aquela nostalgia gastronômica maternal. E isso te leva a se aventurar na ousadia de tentar uma reprodução quase impossível: a da comidinha da mamãe.
O trabalho que você exerce merece mais dedicação, atenção e valor do que imagina. Não é só fritar. Você passa a dar mais valor aquele bifinho da mamãe quando se aventura em fritar um, tentando reproduzir aquela suculência e sabor, sem sucesso, mesmo que você esteja fazendo a única e exclusiva pacata tarefa de colocar o bife na grelha ou frigideira, uma vez que a sua mãe, pela misericórdia que lhe é peculiar, já tenha previamente escolhido o bife e temperado o mesmo pra você.
Ser desenvolvedor de software não é somente programar. Ser professor de matemática não é somente passar adiante um conteúdo. Ser um bom profissional não é somente conhecer, isso vai muito além.
Sabe aquele colega que tecnicamente é um às? Um verdadeiro prodígio. Sabe tudo e mais um pouco de exatas, mas na hora de lidar com você e todos os colegas, falta o outro lado da balança: as humanas. Então... esse indivíduo frita o bife.
Sabe aquela colega do departamento de compras que não sabe dizer quais são os produtos vendidos pela empresa? Pois é... frita o bife.
Esse tipo de profissional frita o bife, e junto com ele a sua carreira.
O profissional que somente frita o bife não agrada. O sabor não é o mesmo. A suculência tampouco.
O mercado exige, por motivos justos, que seu profissional saiba escolher a melhor peça, a combinação dos temperos e o ponto exato, além da melhor grelha e todo o amor e paixão que se exige a preparação de um bom bife.
É preciso que nós, profissionais, de qualquer área, tenhamos a consciência de que o que sabemos hoje não é o suficiente para o amanhã. Precisamos ter cada vez mais conhecimento técnico e muito mais ainda conhecimento sobre nós mesmos. Se você sabe lidar consigo sabe lidar com qualquer outro indivíduo. É preciso ter valor para ser valorizado e isso requer mais do que o que já foi conquistado. Conhecimento e sabedoria são recursos que jamais transbordam. O copo está sempre vazio - e não, isso não é pessimismo, isso é ter a consciência de que bife não é só fritar.


No comments:

Post a Comment